Papo de Minerva – Entrevista com Juliana Azevedo

Juliana AzevedoA politécnica Juliana Azevedo foi a primeira entrevistada da série “Papo de Minerva”, realizada pelo Clube Minerva. A CEO da P&G no Brasil falou um pouco sobre as medidas afirmativas da empresa e sobre os desafios de conciliar uma carreira profissional de sucesso com a vida pessoal.

O incentivo dos pais para que ela seguisse a carreira desejada, independente de qual fosse, foi fundamental para que ela traçasse metas profissionais antes mesmo de escolher o curso faria. Após escolher a Poli pela formação analítica que o curso proporciona, Juliana Azevedo fez estágio em uma imobiliária, onde conseguiu conciliar com os horários das aulas. Entrou na P&G pensando em ficar dois anos, afirma a CEO após 25 anos de empresa.

Escolher um curso tradicionalmente relacionado aos homens nunca chegou a ser uma grande questão. Desde a faculdade a engenheira transitou com naturalidade entre os ambientes ditos ‘masculinos’ e ‘femininos’, como quando fez o trabalho de formatura na Poli sobre absorventes íntimos. Na época os professores da banca ficaram constrangidos, hoje existe mais liberdade.

Mesmo que o equilíbrio de gêneros esteja longe do ideal, Juliana Azevedo indica números positivos de homens e mulheres trabalhando em conjunto no desenvolvimento de produtos, mesmo aqueles voltados para mulheres, e a CEO deixa claro que a diversidade no ambiente de trabalho é fundamental para o sucesso da empresa.

Além das ações afirmativas empresariais, que a P&G se esforça não só para desenvolver como também para espalhar em outras empresas, Juliana observou algumas posturas pessoais importantes a serem desenvolvidas pelas mulheres. Mesmo que não exista uma regra geral que funcione para todas as pessoas, o autoconhecimento, segundo a engenheira, é fundamental para identificar as próprias demandas.

Ter uma rede de apoio dentro e fora da empresa também ajuda a dividir tarefas e a contar com um olhar externo sobre os problemas, que pode render bons conselhos. Para Juliana Azevedo essa rede é uma parte do networking, mais popular entre os homens, mas igualmente importante para as mulheres.

Uma parte dessa diferença da importância atribuída ao networking vem, segundo Juliana, das tarefas extras que as mulheres enfrentam após o trabalho. Estima-se que a jornada feminina é oito horas semanais mais longa devido às tarefas domésticas, o que torna ainda mais importante a rede de apoios mencionada anteriormente.

Para superar essas dificuldades históricas e conquistar espaço no disputado ambiente empresarial, a CEO ressalta que as mulheres não devem copiar o modelo masculino. Neste ponto o autoconhecimento também é importante, pois permite que cada uma identifique os próprios pontos fortes a serem explorados. Mesmo em ambientes corporativos mais agressivos, as mulheres têm muito a contribuir com características e ponto de vista distintos.

Um exemplo utilizado por Juliana Azevedo é a própria pandemia, com países liderados por mulheres apresentando bom desempenho no combate ao vírus. Segundo ela as mulheres costumam ter mais facilidade para trabalhar em grupo e a recorrer à ajuda sempre que necessário, atingindo assim um resultado mais colaborativo e eficiente.

Como consequência da pandemia, que pode ser vista como positiva, é a proliferação das videoconferências, com potencial de aumentar a produtividade e facilitar o próprio networking entre as mulheres. O próprio Clube Minerva, criado em março de 2020, teve suas atividades realizadas à distância por conta da pandemia.

Para Juliana Azevedo, as atividades do Clube são fundamentais para o equilíbrio de gênero, não apenas na engenharia, mas também na computação e na matemática. Para encerrar o evento a engenheira mostrou interesse em retornar à Poli para um evento presencial após o fim da pandemia.

Este foi o primeiro Papo de Minerva, que retornará em 2021 com mais convidadas inspiradoras, como exemplo para as mulheres que atuam ou pretendem atuar em carreiras STEM.


Clique aqui para assistir à entrevista!

 

Deixe uma resposta

Não se preocupe, seu email não será publicado.

*