Restauração de acervo da Poli ganha incentivo fiscal

02Um acervo valioso em perigo

Desde a fundação da Escola Politécnica de São Paulo em 1893, sua incorporação à USP em 1934, até os dias atuais, o acervo histórico da Poli reuniu milhares de documentos de grande valor para a história do ensino e da engenharia no Brasil.

Este acervo é formado por aproximadamente 1.200.000 folhas de documentos de diferentes aspectos, que registram pontos relevantes relacionados à vida universitária nesta instituição, a sociedade brasileira, e o desenvolvimento da engenharia como disciplina.

01É necessário que o acervo da Escola Politécnica passe por uma fase em seu projeto de preservação, abrangendo uma reestruturação física do ambiente no qual o acervo está acondicionado. Esta etapa envolverá a aquisição de novos armários, uma segunda higienização documentos, e troca de embalagens que acondicionam as folhas. Isto permitirá um acesso mais amplo aos documentos por parte de pesquisadores e de público interessado, sem danificá-los.

Os usuários finais, por sua vez, serão a comunidade, que irá ter acesso aos documentos através de uma interface de busca, e poderá baixar arquivos PDF dos documentos digitais. Dentre as principais vantagens, podem-se citar: uma interface amigável ao usuário final; a possibilidade de busca em todos os campos de metadados dos documentos; uso de diferentes visualizadores, específicos para cada tipo de documento; e customização para diferentes tipos de uso, de bibliotecas a arquivos e museus.

Em resumo, o projeto consta basicamente da conservação preventiva dos 40 primeiros anos dos materiais do acervo, digitalização do acervo, organização do material, criação de site para pesquisa, publicação de livro com os documentos mais importantes do acervo.

 

03

Digitalização do acervo da Escola Politécnica projeto aprovado pelo Ministério da Cultura sob PRONAC 154207.
Valor aprovado: R$ 3.563.372,56.

Os patrocinadores podem depositar a cota no
Banco do Brasil 001
Agência: 1897X
Conta captação 000000183598  (data da abertura 22/10/2015)
Contato: Vera Nakata
Telefone: 11 99212-9235

E-mail: vnakata@usp.br ou vera.nakata@gmail.com

.
Empresas que já contribuíram:
Racional Engenharia,
Grupo Ultra,
Comgás,
Banco Itaú
Bradesco

.
Como funciona a Lei Rouanet:
rouanetAbatimento de 100% do valor incentivado até o limite de 4% do Imposto de Renda devido pela Pessoa Jurídica e 6% pela Pessoa Física.

Ex.: Se uma empresa paga R$ 10 milhões de IR ao governo, poderá destinar, portanto, R$ 400 mil para incentivar e patrocinar um projeto cultural, obtendo as contrapartidas de exposição de um patrocínio normal. Esse valor virá como forma de dedução ou abatimento no IR do ano seguinte.

Mais detalhes:
http://queroincentivar.com.br/leis-de-incentivo/lei-rouanet/

Deixe uma resposta

Não se preocupe, seu email não será publicado.

*